English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

254- MANOEL JOAQUIM SARAIVA

254- MANOEL JOAQUIM SARAIVA
GUERRA DO PARAGUAI
*

Natural da Bahia, onde nasceu em 1840.
Em 1859, ingressou na Faculdade de Medicina da Bahia, pela qual foi diplomado em 1964, quando defendeu tese intitulada “Como obra o sulfato de quinina nas febres intermitentes”.
Em 1871, foi aprovado, mas não foi escolhido,  para o lugar de Opositor da Seção de Ciências Médicas. Realizou novo concurso e foi nomeado para a mesma Seção, em 18 de setembro de 1872.
Em 1874, concorreu para a cátedra de Patologia Geral. Foram seus concorrentes os Drs. Ramiro Afonso Monteiro, Egas Carlos Moniz Sodré de Aragão, Claudemiro Augusto Morais e José Luiz d’Almeida Couto. Foi aprovado em primeiro lugar o Dr. Egas Moniz,  pelo que foi nomeado por decreto de 13 de março do mesmo ano.
Na opinião de Freire de Carvalho, “Este concurso foi um dos mais brilhantes havidos na Faculdade, pela superioridade das provas exibidas pelos ilustrados e talentosos candidatos” (1).
Em 1883, submeteu-se a concurso para a cátedra de Higiene, para a qual foi nomeado por decreto de 14 de abril. Permaneceu na cátedra, até 1899, ano do seu falecimento.
Dr. Manuel Joaquim Saraiva foi professor de Higiene Pública da Faculdade de Direito da Bahia (1991), Cavaleiro da Ordem do Cruzeiro, da Ordem de Cristo e da Ordem da Rosa.
Foi distinguido com as medalhas das batalhas de Riachuelo, de Humaitá e dos vencedores de Corrientes.
“O inteligente e trabalhador Dr. Manuel Joaquim Saraiva, deixou as melhores recordações à Faculdade, pelos serviços que lhe prestou e ao ensino da mocidade” (1).
“O Dr. Saraiva, homem de grande talento – perante a Pátria, foi um herói, tendo feito toda a Campanha do Paraguai, mostrando-se sempre um bravo nos momentos mais decisivos das batalhas; ante a ciência médica, comportou-se igualmente como um abnegado, sobretudo no setor dos trabalhos práticos, e conseguiu instalar o Gabinete de Higiene da Faculdade, que passou a chamar-se ”Gabinete Saraiva” (2).

FONTES BIBLIOGRÁFICAS:
1.       Freire de Carvalho Filho, José Eduardo – Notícia Histórica sobre a Faculdade de Medicina da Bahia. Salvador, 1909.
2.       Sá Oliveira, Eduardo – Memória Histórica da Faculdade de Medicina da Bahia, concernente ao ano de 1942. Salvador, 1992.
GUERRA DO PARAGUAI
BATALHA DO RIACHUELO

                                                                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário